Pular para o conteúdo principal

362 - Esforço, dedicação, devoção e gloria... és.... a vida

Meu muito amado filho Estêvão

Ainda sobre o que ontem te falei de crescer e "bater asas"... aqui fica um texto que encontrei e que achei lindo... e muito oportuno.

MÃE (DESNECESSÁRIA) - Marcia Neder
A boa mãe é aquela que vai se tornando desnecessária com o passar do tempo. Várias vezes ouvi de um amigo psicanalista essa frase, e ela sempre me soou estranha. 
Até agora. Agora, quando minha filha de quase 18 anos começa a dar vôos-solo.
Chegou a hora de reprimir de vez o impulso natural materno de querer colocar a cria embaixo da asa, protegida de todos os erros, tristezas e perigos. Uma batalha hercúlea, confesso. Quando começo a esmorecer na luta para controlar a super-mãe que todas temos dentro de nós, lembro logo da frase, hoje absolutamente clara.
Se eu fiz o meu trabalho direito, tenho que me tornar desnecessária.
Antes que alguma mãe apressada me acuse de desamor, explico o que significa isso.
Ser “desnecessária” é não deixar que o amor incondicional de mãe, que sempre existirá, provoque vício e dependência nos filhos, como uma droga, a ponto de eles não conseguirem ser autônomos, confiantes e independentes. Prontos para traçar seu rumo, fazer suas escolhas, superar suas frustrações e cometer os próprios erros também. A cada fase da vida, vamos cortando e refazendo o cordão umbilical. A cada nova fase, uma nova perda é um novo ganho, para os dois lados, mãe e filho.
Porque o amor é um processo de libertação permanente e esse vínculo não pára de se transformar ao longo da vida. Até o dia em que os filhos se tornam adultos, constituem a própria família e recomeçam o ciclo. O que eles precisam é ter certeza de que estamos lá, firmes, na concordância ou na divergência, no sucesso ou no fracasso, com o peito aberto para o aconchego, o abraço apertado, o conforto nas horas difíceis.
Pai e mãe - solidários - criam filhos para serem livres. Esse é o maior desafio e a principal missão.
Ao aprendermos a ser “desnecessários”, nos transformamos em porto seguro para quando eles decidirem atracar.

"Dê a quem você Ama :
- Asas para voar...
- Raízes para voltar... - Motivos para ficar... " - Dalai Lama



Outra história que outro dia li é esta..." Quando eu era criança a minha mãe cozinhava para nós.
Uma noite em particular ela fez o jantar depois de um longo dia de trabalho como habitualmente...era rolo de carne com puré. A minha mãe pôs à frente do meu pai de jantar duas fatias de rolo de carne muito queimado e puré de batata... e eu fiquei à espera de ver o que o meu pai dizia acerca do rolo de carne.
O meu pai comeu o rolo de carne inteirinho enquanto me perguntava como tinha sido o meu dia na escola.
Nem me lembro do que lhe disse, mas lembro-me de ouvir a minha mãe desculpar-se pelo rolo queimado e lembro-me ainda mais de ouvir o meu pai dizer "Querida eu adoro rolo de carne queimado!".
Mais tarde, nessa mesma noite, quando fui dar um beijo de boa noite ao meu pai, perguntei-lhe se ele gostava mesmo assim tanto de rolo de carne queimado.
Ele deu-me um enorme abraço e disse-me:
- A tua mãe acorda as 5:30 da manha para estender roupa, para vos preparar os almoços e lanches, para nos preparar os pequenos almocos, para deixar o dinheiro para a excursão da escola, e verificar se o teu equipamento do karaté está preparado e depois sai para trabalhar o dia todo como eu e como tu... são dias muito compridos e ela esta muito cansado.... e além disso comer um rolo de carne queimado nunca matou ninguém mas criticas, palavras agressivas já!.
Nesse dia o meu pai ensinou-me que o mundo está cheio de coisas imperfeitas e de rolos de carne queimados e de pessoas imperfeitas, ensinou-me que ninguém é perfeito e quase todos fazemos quase tudo bem mas tambem nos esquecemos de aniversários, queimamos rolos de carne e ao mesmo tempo não nos esquecemos da mochila do karate.
Nesse dia o meu pai ensinou-me a aceitar as pessoas como elas são com as coisas boas que têm com as coisas menos boas que tem, ensinou-me a celebrar as relações e a pensar que a vida tem prazo de validade e que ele é muito curto e por isso mesmo não devemos acordar com arrependimentos, devemos tratar bem as outras pessoas e comer o que a vida nos dá... e agradecer"
E meu amado filho .... no fim dizer como costumamos dizer ai em casa "Hummm que delícia!

Nunca ignores um alarme de incêndo a tocar.

Faz que os teus filhos saibam que aconteça o que acontecer estarás sempre com eles. Eu estarei meu filho para ti! Sempre.

Experimenta andar de parapente e de asa delta.

Faz pelo menos uma vez na vida uma viagem de balão de ar quente.

Depois de uma discussão familiar sê o primeiro a pedir desculpa.
Uma coisa que aprendi a muito custo pessoal é... em especial nas férias em especial nessa altura do ano evita qualquer tipo de discussão tenta resolver as coisas a bem.

Sê inovador.



Olha que definição maravilhosa de ter sucesso meu filho!! Deixar o mundo um pouco melhor, saber que pelo menos uma pessoa no mundo ficou com a vida mais fácil pelas minhas ações, e rir e rir e rir



O silencio é maravilhoso diz-nos tanto tanto tanto... o silencio dos outros para connosco por exemplo, o nosso silencio para com os outros. Escuta-o. Aprende com ele.



Amo-te como mil galaxias

Tua mãe

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

69 - Os cães ladram e a caravana passa

Amado filho
Os “cães ladram e a caravana passa” é um proverbio árabe muito usado ainda hoje e que simboliza ainda muito do nosso comportamento humano.
Observa a maravilha de contradição existente no meio da afirmação. O estacionário e o evolutivo. Sabe-se que seguir adiante é da constituição das caravanas (e das pessoas), tal qual ladrar é da constituição dos cães. Aliás, os cães apenas ladram para avisar a seus donos a aproximação de algo que não faz parte de seu habitat convencional, ou quando desejam fazer festa para algum conhecido. Também é da sua constituição manterem-se próximos aos locais onde vivem, como se fossem limitados por um círculo invisível. No primeiro caso, não importa que a caravana tenha boas notícias, nem remédios importantes, basta que não seja daquele local. No segundo, o latido é diferente, mas é latido. Mas se ambos agem de acordo com suas constituições o que há de excecional na expressão? Exatamente o sentido de um permanecer estacionado e do outro seguir semp…

679 - O dia em que fui a uma missa pela ultima vez

Meu muito amado filho Estêvão

Hoje depois de um velório de uma pessoa a quem muito queria e depois de um funeral, precisava de rezar de me sentar na casa de Deus e agradecer. Sim agradecer.
Esqueci-me que já dezenas de amigos e família me tinham avisado para não ir a determinada igreja em Lisboa (não menciono aqui o nome da igreja porque de facto não interessa, não estou em luta com ninguém não quero mudar ninguém que não eu mesmo e de minha boca não farei o que outros fazem), esqueci-me e fui a essa igreja. 
Que horror ver quem tu sabes bem de capa umeral numa igreja ao lado do senhor padre e acólito e um diácono. Que horror, meu Deus. Tive de sair da igreja na altura da comunhão e vomitei, vomitei como nunca havia vomitado antes, vomitei de nojo de dentro da alma.
Nojo, vergonha e muito muito nojo de o corpo de Cristo, da Sagrada Comunhão sair das mãos de um mentiroso, que mente até no número de filhos que tem, num bandido que  vive de enganar pessoas, engana a autoridade tributária, as…

719 - Hoje isto acaba

Meu muito amado filho Estêvão Há 7 (quase 8) anos quando nasceste decidi escrever te este blog e decidi que 1111 coisas seriam .... hoje termino esta minha demanda mas não com 1111 mas sim com 719. Hoje isto acaba. Depois de pensar e sentir estou certa que nada mais tenho para te ensinar. NADA. Não sei nada da vida e do mundo e em particular do universo. Não sei nada do "amor". Nada de nada só sei do amor que te tenho. Não sei nada sobre namorar, casar, partilhar, ser leve. Nada. Há muitos muitos muitos anos que não sou beijada que não fecho os olhos com a sensação maravilhosa de ser amado, há outros tantos não janto fora para namorar, não olho nos olhos de alguém (que não tu) e penso UAU! .... já apanhei tantas vezes os cacos do meu coração que já perdi um monte pelo caminho e agora estão todos os cacos no saco, não sou dada a tinders ou aplicações de encontros, sou gorda demais e feia demais para algum dos meus amigos ou amigas me ajudar a encontrar um namorado. Por isso amor q…