Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2013

234 - O teu avó Francisco pela tua avó Júlia

Meu muito amdo filho Estêvão
Hoje não sou eu que te vai escrever é a tua avó Júlia. Hoje se o meu pai, teu avó fosse vivo faria 69 anos e será sempre sempre sempre lembrado por mim e por todos nós. Muito. Sempre.
A tua avó segue .... ouve-a

Meu muito amado neto Estevão A tua Mãe escreve diariamente um artigo a ti destinado.  Para te ajudar a descobrir e a navegar na Vida. Hoje o teu Avô Francisco fazia anos e a tua Mãe pediu-me para ser eu a escrever umas palavras sobre ele. Sabes, eu sou de poucas palavras, cada vez de menos palavras e de mais pensamentos. No entanto não quis deixar de o fazer e por isso aqui vai um retrato rápido do teu Avô que eu conheci. (Não te admires de eu dizer “… que eu conheci” pois todos nós, ao longo da Vida, mudamos muito, tanto que por vezes quem está ao nosso lado não nos reconhece!). Conheci o teu Avô em Agronomia, eramos colegas e amigos, partilhamos apontamentos estudos e opiniões. Era alegre e bem disposto. Casamos. Vivemos muitos anos juntos com u…

233 - Carros emprestrados, cães, gatos e peixes em aquarios

Meu muito amado filho Estêvão
Nunca digas a uma pessoa que está com um ar cansado ou deprimido.
Critica sempre os outros em privado.
Elogia os outros publicamente.
Pensa bem antes de sobrecarregares um amigo com um segredo teu.
Não queiras ser o melhor em questões de somenos importância.
Ri-te de ti. Ri-te todos os dias. Muito.
Não te leves demasiado a sério.
Não queiras sempre ter a última palavra. O silêncio é muitas vezes a melhor resposta. Fica em silêncio. Não queiras ter razão. Simplesmente está. Não percas tanto tempo a ver quem tem razão, preocupa-te mais em saber o que está correto.´
Quando terminares um relacionamento conversa com a pessoa. Olha para ela e conversa. Falem. Quando estiver tudo conversado. Deixa estar. Não voltes a falar sobre coisas do passado depois.
Não vás ao supermercado quando estás com fome. Acabas sempre por comprar comida a mais.
Tens de saber ganhar.
Tens de saber perder.
Não fales de negócios num elevador. Nunca se sabe quem está a escutar a conver…

232 - Dar emprego, brincar e tempo dos outros

Meu muito amado filho Estêvão Brinca, brinca, brinca sempre. Brinca o mais que possas sempre. Sempre e sempre. Brinca sozinho, brinca com companhia brinca enquanto és criança, já depois de adulto, brinca com os teus filhos… procura companhia para brincar. Oferece brinquedos, brinca e brinca. Sempre. Toma sempre banho todos os dias independentemente de tudo. Faz pelo menos 5 pequenas refeições por dia. Cuida sob qualquer circunstância das pessoas que amas. Procura mostrar entusiasmo, mesmo que não o sintas muito. Procura mostrar boa disposição, mesmo que não estejas para aí virado. Emprega sempre pessoas muito mais espertas do que tu. Respeita o tempo dos outros. Telefona-lhes sempre que estiveres 10 minutos atrasado para um encontro. Grava em papel, em fotografias como prefiras recordações da tua família… nem imaginas as saudades que terás de tudo. Diz adeus às crianças que passam nos autocarros de turismo ou da escola. Nunca cortes o que pode ser desatado. Compra um comedouro para p…

231 - Arroz de pato... bom de comer bom de saber fazer

Meu muito amado filho Estêvão
Aqui te deixo uma receita que talvez te dê jeito

IngredientesPato: 1Cebola: 1Alho: 1denteVinho branco: 1copoBacon: 150grChouriça: 1Arroz: 500grSal: q.b.Pimenta: q.b.Azeite: q.b. Preparação Coze-se o pato. depois de cozido tira-se do lume e deixa-se arrefecer. Guarda-se um pouco da água da cozedura para depois utilizar. Desfia-se o pato, desossando-o e tirando a pele e reserva-se. Faz-se um refogado com a cebola picada, o alho e o azeite. Quando estiver louro acrescenta-se a água da cozedura do pato, o chouriço e o bacon cortados em tiras, deixa-se refogar mais um pouco e acrescenta-se o vinho branco. Depois junta-se o pato e acrescenta-se água suficiente para a cozedura do arroz. Rectifica-se de sal e pimenta e acrescenta-se o arroz. Deixa-se cozer até ficar soltinho.

Amo-te muito



Tua mãe

230 - Gasolina, jornais e lamentações

Meu muito amado filho Estêvão
Se algum dia tiveres um problema de saúde em que te digam “não venha sozinho à consulta”… nunca vás sozinho.
Enche o depósito de gasolina sempre que estiver abaixo de um quarto.
Apoia os comerciantes locais mesmo que te custem um pouco mais.
Recorta os artigos de jornais que falam bem de pessoas que conheces e envia-lhos com as tuas felicitações.
Deixa todas as coisas em melhor estado do que aquele que as encontraste.
Lembra-te de que o sucesso repentino leva normalmente 15 anos a construir.
Muda os filtros do ar condicionado de três em três meses.
Perante uma tarefa difícil age sempre como se fosse impossível falhares. Se fores caças a Moby Dick leva contigo o molho tártaro.
Chega sempre ao trabalho mais cedo e fica para além da hora de saída.
Não te lamentes.
Não deixes as chaves do carro na ignição.
Recosta-te e olha as estrelas.
Tem cuidado com as pessoas que não têm nada a perder.
Jamais mintas ou enganes quem te ama quem te quer… a confiança jamais se recupera e …

229 - Desistir ou não, perder tempo, serrotes, sestas e elogios

Meu muito amado filho Estêvão
Sempre que te sentires tentado a criticar os teus pais, a tua mulher ou os teus filhos, morde a língua.
Jogas as cartas sempre que puderes jamais a dinheiro mas sempre com amigos, na praia, em casa com os teus filhos com a tua mulher. Joga e aprende sempre jogos novos.
Se um anel ou um colar te cair no ralo da banheira ou da cozinha, não desistas até o retirares de lá.
Dedica 5% do teu rendimento mensal a instituições de caridade. Mas jamais fales disso a ninguém. Nem fales a ninguém do teu voluntariado nem de quem ajudas.”…não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita..." (Mateus, 6:3)
Faz a tua cama quando dormires numa casa que não é a tua.... e não saias da tua casa sem fazeres a tua cama também.
Elogia sempre sempre sempre qualquer refeição para a qual tenhas sido convidado para casa de alguém. Nunca vás sem levar algo... vinho, sobremesa, salada, pão... e no final agradece sempre.
Se puderes faz sesta ao domingo. Se puderes no meio dos teus fil…

228 - O teu bizavó

Meu muito amado filho Estêvão Se hoje fosse vivo o teu bisavô pai da tua avó Júlia de Portugal faria 100 anos. Hoje vai ser homenageado. Tu vais lá estar. Eu mal conheci o meu avô materno, teu bisavô. José Maria Pinto da Fonseca. A tua avô Júlia pode falar te mais dele claro… vou pedir que ela te escreva sobre isso mesmo. Sei que amava o mar como tu e que gostava de ter amigos em casa a toda a hora como tu e que gostava de petiscar como tu. Ensinava, pescava, comia e convivia serão talvez os verbos que o descrevem, para mim pelo menos. Era professor no Instituto Superior Técnico e ensinava "coisas" muito difíceis em Engenheira Civil. No tempo que já lá vai havia em Portugal uma polícia secreta que prendia quem pensasse diferente do regime político vigente, chamada PIDE, o teu bisavô não gostava da PIDE e não deixava a polícia prender pessoas na sala dele… por isso dava aulas de 8 e 9 horas para cansar os polícias que desistiam e não prendiam as pessoas. Boa ideia não é? Merece sem…

227 - A carta que a tua mãe escrevia à tua mãe com 5 anos

Meu muito amado filho (antes de continuar deixa que te diga que quando escreve que te amo que és o meu amor, não o faço por comprimento faço-o para te lembrar que és a pessoa mais importante, mais maravilhosa da minha vida)

Dentro do tempo que tenho livre acompanho um blog de uma rapariga mãe solteira como eu que gosto e admiro muito (ver aqui: http://diasdeumaprincesa.clix.pt//)

Um destes dias ela fez um desafio a ela propria escrever para memória futura uma carta a ela propria com 5 anos.
Vou seguir-lhe o exemplo e vou-me fazer o mesmo para tu saberes melhor quem eu sou e era e dai talvez aprendas coisas para ti.

Aqui fica.

Ana
Não tenhas qualquer pressa em usar roupa de crescidos ou de puderes ir as sessões de cinema de 18 anos ou de tirar a carta de condução. Brinca e aproveita cada minuto dos recreios da escola preparatoria e secundaria, brinca ao elastico, come muitas pastilhas elasticas, sobe aos espaldares e aprende bem o inglês.
Olha bem para a tua mãe que corre entre três empre…

226 - Livros, lamentações, carros alugados e discussão

Meu muito amado filho Estêvão

Quanto a móveis e a roupas: se tencionas usá-los durante 5 anos ou mais, compra sempre o melhor, dentro das tuas possibilidade.

Quando alugares um carro por meio dúzia de dias, opta por uma grande máquina. Não tenhas medo da ostentação.

Não te deixes enganar. Se algo te parecer bom de mais para ser verdadeiro, é porque não é assim tão bom como isso.

Não julgues que o mais caro é sempre o melhor.

Quando discutires com a tua mulher, nunca deixes a discussão a meio.

Vive a tua vida por forma que o teu epitáfio possa dizer: "Não lamento nada do que fiz".

Relê o teu livro preferido.

Quando sentires que precisas realmente de ajuda não demores muito a pedi-la.

De vez em quando tenta a tua sorte.

Em vez de usares a palavra problema, usa antes oportunidade.

Em vez de usares as palavras se ao menos, usa antes para a próxima.

Vive a tua vida como uma exclamação não como uma exposição.

Sempre que viajares mete um papel na carteira com o teu nome, o teu num…

225 - Elevadores, beijos, sexo e urinois

Meu muito amado filho Estêvão

Esforça-te muito por criar nos teus filhos uma boa imagem deles próprios. É a coisa mais importante que podes fazer para assegurares o seu êxito futuro.

Reza todas as noites com os teus filhos.

Faz com que os teus filhos consigam ouvir inadvertidamente as coisas boas que dizes a respeito deles quando falas com outros adultos.

Dá sempre aos teus clientes o melhor do teu melhor.

Nunca mexas no telemóvel da tua mulher nem namorada.

Apenas para saberes como é nas próximas 24 horas evita criticares alguém ou alguma coisa. É maravilhoso.

Faz sempre negócios com aqueles que fazem negócios contigo.

Agradece agradece agradece sempre sempre sempre tudo o que te fazem, fizeram, tudo o que se passa na tua vida tudo sem exceções. Tudo. Obrigado.

Nunca andes de elevador nem beijes uma mulher com chapéu na cabeça.

Depois de ter um filho uma mulher passa algum tempo sem vontade de partilha intimidade contigo, sem vontade de ter sexo contigo.... não é nada contigo ou com …

224 - Palavras que te beijam

Meu muito amado filho Estêvão
Concentra-te sempre em fazer coisas melhores, não maiores.
Lembra-te sempre a importância do humor. De te rires de ti e de te rires com os outros. Lembra-te da importância da reconciliação e também a importância de um sentido e verdadeiro "Foda-se!"
Começa sempre as reuniões à hora, falte quem faltar.
Mantém-te aberto, flexível e curioso fase à vida.
Quando tiveres um grave problema de saúde pede no mínimo a opinião a três médicos.
Congela as células estaminais dos teus filhos.
Se te queimares põe clara de ovo rapidamente em cima da tua queimadura.
Aprende a trabalhar com um computador e aprende a tirar boas fotografias.
Paga sob qualquer circunstância a tua parte.
Nunca esperes que em assuntos legais "tudo há-de correr bem"... Tem sempre as coisas legais tratadas por um advogado.
Apoio o principio de a trabalho igual salário igual.
Quando te propuserem o "negócio da china"... Não penses no que os outros ganham ou não isso não é um probl…

223 - Médicos, tirar nódoas, partilhar e ler

Meu muito amado filho Estêvão

É sempre bom teres um amigo que possua uma camioneta.

Melhora os teus resultados melhorando a tua atitude.

Usa tira nódoas para tirares de emergência uma nódoa.

Escolhe um médico da tua idade para poderem ir envelhecendo ao mesmo tempo.

Lê semanalmente um revista que nada tenha a ver com o teu trabalho nem com os teus passatempos preferidos.

Faz sempre sempres sempre mais do que o esperado.

Nunca jamais deixes de falar com alguém sem antes teres uma conversa franca e pessoal com essa pessoa. Se o não fizeres serás infantil e cobarde. E baixaras ao nível de qualquer um. Não gostava que fosses uma pessoa com medo de resolver as coisas pessoalmente.

Nunca aceites o "não está mal" como sendo o suficiente.

Partilha o crédito dos teus actos.

Jamais em circunstância alguma da tua vida admitas a autocomiseração. Quando fores assaltado por emoções desse tipo, faz algo de bom por alguém menos afortunado do que tu. Jamais aches que as coisas de mal que a v…

222 - Gestão de tempo

Meu muito amado filho
Hoje deixo-te um texto que não é da minha autoria mas que queria muito muito partilhar contigo


Todos procrastinamos mas nem todos sabemos dar-lhe este nome. Procrastinamos quando adiamos o que temos que fazer!

No outro dia li a seguinte definição:
Procrastino quando estou muito ocupado a fazer coisas que não preciso de fazer para evitar fazer as outras que devia estar a fazer.
Cada vez é mais fácil procrastinar as coisas importantes com tantas fontes de distração e diversão, principalmente online. Procrastinar pode tornar-se um problema quando temos pouco tempo disponível e acabamos por não fazer as coisas que são importantes ou então fazemos mas sob stress e sem qualidade porque, por exemplo, já passou o prazo.
Porque procrastinamos
Existem várias razões pelas quais procrastinamos que podem variar de pessoa para pessoa ou de tarefa para tarefa:
Os objetivos não são claros;Não temos os recursos que necessitamos;A tarefa é vasta ou complexa;Medo de falhar/sucesso;Tar…

221 - Desabafos de uma mãe que é só tua

Meu muito amado filho Estêvão

Ser como sou faz-me brutalmente feliz. Existires na minha vida é a razão porque eu nasci. Ponto final.

Queria falar-te que um dia quando fores pai e houver uma mãe dos teus filhos. Ama-a sempre. Trata-a sempre como uma princesa.
As mulheres são guerreiras. Guerreiras como poucas, tem alma e coração de rainha e lutam como leoas. Jamais magoes o coração da mãe dos teus filhos. Ela gerará dentro dela a vida que justificará a tua. Aconteça o que acontecer, mesmo que os bebes não cheguem as nascer foram-te vos (te) dados por Deus para vocês (tu) cuidares.... e só por isso (só por isso mesmo) não magoes a sua alma jamais. Ama-a, trata-a, ajuda-a.

A vida de uma mãe sozinha com um filho não é fácil. Nada mesmo. Mas por ti pelos teus sorrisos, pela alegria de te ver crescer pela alegria de ver como aprendes como te transformas todas as dores de costas valem a pena.
Ontem eu sei que te assustaste quando eu pela contratura que tenho nas costas não me consegui levant…

220 - Feridas, gastos, valores e respeito

Meu muito amado filho Estêvão
Quando uma criança cai e esfola o joelho ou o cotovelo, mostra sempre a tua preocupação pelo sucedido, depois faz-lhe um ritual de cura, "um beijinho na ferida e isso fica logo bom".
Não julgues aquilo que não compreendes.
Procura todos os dias oportunidades de fazeres as pessoas à tua volta sentirem-se bem.
Nunca gastes despreocupadamente o tempo ou as palavras. Quer um, quer as outras são insusceptíveis de reposição.
Quando encontrares um emprego que consideres ideal, aceita-o independentemente do salário mensal. Se tiveres as capacidades requeridas, o teu salário reflectirá em breve a tua valia para a empresa em que trabalhas.
Assiste sempre às provas desportivas, festas, sessões teatrais e sessões na escola em que os teus filhos participem. Sempre.
Envia flores à pessoa que amas. Mais tarde pensarás num motivo para o teres feito.
Lê sempre os jornais ao fim-de-semana para te manteres informado.
Mostra respeito por todos os que fazem pela vid…