Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2015

564 - Beber água

Meu muito amado filho Estêvão
Particularmente quando estiver muito calor bebe muita água muita muita mesmo. Se te incharem os pés e as pernas .... Levanta os e mantém os levantados durante pelo menos 1 hora

Amo te demais 



Tua mãe

563 - Coisas ditas por outras pessoas

Meu muito amado filho Estêvão

"Eis o milagre: quanto mais compartilhamos, mais temos."
By: Leonard Nimoy


"As pessoas perguntam-me: "Por que é que não interpreta mulheres fracas?"
E eu respondo: "Não conheço nenhuma!"
By: Reese Wittherspoon


"Não se pergunte do que é que o mundo precisa. Pergunte-se o que faz você se sentir vivo e dedique-se a isso."
By: Howard Thurman


"Ria do que der errado. Sempre haverá outra noite."
By: Steve Carell


"Muita gente tem medo de dizer o que quer. É por isso que não conseguem o que querem."
By: Madonna


"Antes de pedir dinheiro emprestado a um amigo, decida de qual dos dois você precisa mais."
By: Addison H. Hallock


"Uma demontração de amor requer mais do que beijos, sexo e palavras. Sentir amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida."
By: Arnaldo Jabor


Amo-te infinitamente


Tua mãe

562 - Isto também passará

Meu muito amado filho Estêvão


Eu tenho dois mantras que repito para mim muitas vezes para me lembrar que devo ter calma ... para o bem ou para o menos bem ... tudo passa.
E por mais que faças ou não faças a sempre sempre se revolve.


"Nada é permanente neste mundo cruel, nem mesmo os nossos problemas."
By: Charles Chaplin


Amo-te demais


Tua mãe

561 - Aprender para viver

Meu muito amado filho Estêvão

"Os instrumentos mais utéis para a vida: memória selectiva para recordar o que é bom, prudência lógica para não arruinar o presente e optimismo desafiante para encarar o futuro."

By: Isabel Allende


E eu quero acrescentar.... um bom par de sapatos confortáveis e uma Bimby ......


Amo-te infinitamente


Tua mãe

560 - Uma questão de prespectiva

Meu muito amado filho

Na vida tudo tem dois lados (pelo menos), tudo tem duas histórias... como tu ves o outro e como o outro te ve a ti, como aconteceu para ti e como aconteceu para o outro... calçar os sapatos do outro e pensar: "gostava que me fizessem o mesmo?", "e se fosse comigo como faria?"... pondo o ego de lado e vendo simplesmente... a vida muda!!!

Vou te dar um exmplo:

"Um dia entrei numa loja de animais, parei em frente à gaiola de um exótico papagaio. Após nos olharmos por alguns minutos ele perguntou:
- Tu falas?"
By: Shirley Brown



Amo-te infinitamente

Tua mãe

559 - Irmãos e familias pequenas

Meu muito amado filho

Se soubesse o que sei hoje há algumas coisas que teria feito diferente na minha vida. Uma era sem duvida ter tido filhos mais cedo.
Tu existires é tudo na minha vida é o que dá sentido a cada dia a cada acordar de manha.
A vida dá ainda muitas voltas e quem sabe ainda poderás ter um irmão. Eu ia gostar muito muito disso.
Eu acho maravilhoso famílias grandes: irmãos, primos, sobrinhos... enfim mesa cheia de gente.
Acho que quando temos irmãos e primos e sobrinhos nunca estamos sós. Aconteça o que aconteça teremos sempre quem nos dê um abraço e nos acompanhe. Deve ser bom ter assim companhias que crescem conosco e que sabem a nossa historia sabem quem eramos e quem somos e acompanham quem seremos.
Ser sozinho dá aquela solidão. Mete até medo com o tempo a passar, medo de um dia não termos ninguem que partilha a mesma historia familiar.

Um dia quando fores pai pensa nisso... não importa as vezes o que se tem mas sim quem temos a nosso lado. Se puderes não deixes o t…

558 - Deixar de fumar e porque isso importa

Meu muito amado filho Estêvão

Há 8 anos que deixei de fumar. Deixar de fumar foi uma coisa complicadissima que fiz na minha vida mas por outro lado foi uma coisa maravilhosa. Fiquei com mais saude, mais ar para respirar, recuperei o paladar da comida e o cheiro das coisas, poupei um monte de dinheiro... em resumo só vantagens.
Se perguntares porque comecei a fumar não te saberia responder mas sei porque deixei. Deixei porque quero viver bem bastantes anos e fumar mata e mata mesmo.
Nunca começes a fumar porque deixar e mais complicado.

Mas na realidade hoje não te quero falar sobre não fumar quero contar-te uma historia.

Quando eu era adolescente, tinha eu 17 anos infelizmente já fumava e tinha uma amiga que gostava muito chamada Susana. A Susana tambem fumava e a mãe dela sabia que nós as duas fumavamos. A Susana ficou doente (outra coisa nada a ver com tabaco) e a mãe da Susana pediu lhe que deixasse de fumar e que eu tambem fizesse o mesmo. Na altura disse que sim que deixava que i…

557 - Sachi

Meu muito amado filho Estêvão

"Pouco depois do seu irmão ter nascido, a pequena Sachi começou a pedir aos pais que a deixassem sozinha com o bebé. Preocupavam-se por ela, como a maior parte das crianças de quatro anos, sentir ciúmes e poder querer bater-lhe ou sacudi-lo, e por isso diziam que não. Mas ela não dava sinais de ciúme. Tratava o bebé com carinho e os seus pedidos para ficar a sós com ele eram cada vez mais urgentes. Decidiram permitir.
Encantada, ela entrou no quarto do bebé e fechou a porta, mas abriu-se uma greta, o suficiente para os pais curiosos espreitarem e ouvirem. Viram a pequena Sachi caminhar silenciosamente até ao bebé, chegar a cara à dele e dizer baixinho: "Bebé, diz-me como é Deus. Estou a começar a esquecer-me"."

By: Dan Millman


Amo-te demais

Tua mãe

556 - A estação

Meu muito amado filho Estêvão

"Enterrado no nosso subconsciente está uma visão idílica. Viajamos de cmboio - olhando pela janela extasuamo-nos com as cenas que passam de crianças a acenar numa passagem de nível, o gado a pastar numa encosta distante, fila após fila de trigo e aveia, planícies e vales, montanhas, encostas que passam a correr e horizontes de cidades.
Mas, acima de tudo, temos em mente o destino final. Num certo dia, chegaremos à estação. Haverá bandas a tocar e bandeiras a acenar. Quando lá chegarmos, os nossos sonhos tornar-se-ão realidade e os pedaços das nossas vidas unir-se-ão como um puzzle. Inquietos andamos pelas coxias, amaldiçoando os minutos - à espera, à espera, à espera da estação.
"Quando chegarmos à estação é qie vai ser!" exclamamos.
"Quando tiver 18 anos", "Quando comprar um novo Mercedes Benz 450 SL", "Quando puser o último filho na universidade", "Quando tiver pago a hipoteca", "Quando for pro…

555 - Um garotinho

Meu muito amado filho Estêvão

"Um garotinho olhou para uma estrela
E começou a chorar
E a estrela disse,
Por que choras rapaz?
P garotinho respondeu,
Estás tão longe
Nunca poderei tocar-te
E a estrela disse,
Rapaz, se eu não estivesse já dentro do teu coração
Não poderias ver-me."

By: John Magliola


Amo-te daqui às estrelas todas do seu

Tua mãe

554 - Um anjo com chapéu vermelho

Meu muito amado filho Estêvão


"Enquanto estava sentado no café senti-me assustado. No dia seguinte ia ser operado à coluna. O risco era grande mas a fé também. Rezei:
"Oh, Pai do Céu, neste momento de provação, mandai-me um anjo!"
Quando levantei os olhos e me preparei para sair vi uma senhora idosa a caminhar lentamente para a caixa registadora. Pus-me a seu lado e observei o seu gosto pela moda. - Um alegre vestido escocês em vermelho e roxo, uma écharpe, um alfinete e um vistoso chapéu escarlate. Disse-lhe:
- Desculpe, minha senhora. Só queria dizer-lhe que é uma mulher muito bonita.
Ela agarrou-me a mãe e disse:
- Meu filho, Deus o abençoe, porque, sabe, tenho um braço artificial e uma placa no outro e uma perna não é minha. Levo muito tempo a arranjar-me. Faço o melhor que posso, mas à medida que os anos passam, parece que as pessoas acham que não tem importância.
Hoje fez-me sentir tão especial. Que Deus o proteja e abençoe.
Ao afastar-se, senti que tocara na minh…

553 - Terás na medida em que deres

Meu muito amado filho Estêvão

"Quando estava a trabalhar como disc jockey em Columbus, Ohio, costumava parar num hospital local quando ia para casa. Entrava no quarto de diversas pessoas, lia-lhes a Bíblia ou falava com elas. Era uma maneira de esquecer os meus problemas e de agradecer a Deus. Era algo que contava na vida daqueles que eu visitava. Um dia salvei, literalemente a vida.
Um dia cinha para casa, cerca das duas da manhã. Quando comecei a abrir a porta, um homem surgiu de trás da casa e perguntou-me:
- Você é o Les Brown?
- Sou sim - respondi.
- Mnadaram-me tratar-lhe da saúde.
- A mim? Porquê? - perguntei.
- Bom, há um empresário que ficou muito aborrecido com o dinheiro que você lhe custou ao dizer que os artistas que cá vinham não era a banda original.
- Vai fazer-me mal?
- Não e vou dizer-lhe porquê. A minha mãe esteve no hospital Grant e escreveu-me a contar que você foi lá um dia e sentou-se, falou com ela leu-lhe a Bíblia. Ficou muito impressionada com esse disc …

552 - Uma tarde no parque

Meu muito amado filho Estêvão

"Era uma vez um rapazinho que queria conhecer Deus. Sabia que era uma grande viagem até onde Deus vivia, por isso fez a mala com Twinkies e seis pacotes de refresco e iniciou a viagem.
Depois de ter andado cerca de três quarteirões, encontrou uma velhinha. Estava sentada no parque a olhar para uns pombos. O rapaz sentou-se ap lado dela e abriu a mala. Ia beber um resfresco quando reparou que a velhinha parecia ter fome e por isso ofereceu-lhe um Twinkie. Ela sorriu agradecida e aceitou. O seu sorriso era tão bonito que o rapaz quis vê-lo outra vez, por isso ofereceu-lhe o refresco. Ela sorriu-lhe novamente. O rapaz ficou encantado!
Ficaram ali sentados durante toda a tarde a comer e a sorrir, mas sem dizerem uma palavra.
Quando começou a escurecer, o rapaz apercebeu-se de como estava cansado e levantou-se para se ir embora. Virou-se, foi ao pé da velhinha e deu-lhe um abraço. Recebeu o maior dos sorrisos.
Quando o rapaz abriu a porta de casa, pouco t…

551 - A magia de acreditar

Meu muito amado filho Estêvão

"Não tenho idade suficiente para jogar basebol ou futebol. Ainda não tenho oito anos. A minha mãe disse-me: "Quando começares a jogar basebol, não vais poder correr tão depressa porque fizeste uma operação." Respondi-lhe que não precisava de correr tão depressa. Quando jogar basecol, bato na bola e lanço-a para fora do campo, por isso tenho tempo de caminhar."

By: Edward J. McGrath Jr. in "An Excaptional View of Life"


"É ai que vai ganhar a batalha - no teatro da sua mente."
By: Maxwell Malt


Amo-te infinitamente

Tua mãe

550 - Experimenta algo diferente

Meu muito amado filho Estêvão

"Estou sentado numa sala sossegada de um hotelzinho tranquilo escondido entre pinheiros. Passa pouco do meio-dia em finais de Junho e estou a ouvir os sons desesperados de uma luta de vida ou de morte a pouca distância de mim.
Há uma mosquinha a queimar o que resta das suas poucas energias numa tentativa vã de atravessar o vidro da janela. As assas adejantes contam a história da estratégia da mosca. Esforçar-se mais.
Mas não está a resultar.
O esforço frenético não oferece esperanças de sobrevivência. Ironicamente, a luta faz parte da armadilha. É impossível o insecto esforçar-se mais para conseguir atravessar o vidro. Porém, esse pequeno insecto apostou a vida para alvançar o seu objectivo através de cruel esforço e determinação.
Esta mosca está condenada. Vai morrer ali no parapeito.
A dez passos daqui, abre-se a porta. Dez segundos de voo e esta pequena criatura podia alcançar o mundo que procura lá fora. Apenas com uma fração do esforço que está …

549 - Lutas, generosidade e chão

Meu muito amado filho Estêvão
Luta com honestidade.
Dá com generosidade.
Ri com alegria.
Ama profundamente.
O chão está lá para te ajudar a levantar. Usa-o.
Planta mais flores do que as que apanhas. 
Lembra-te de que todas as verdades importantes são simples.
Lembra-te que as pessoas que são honestas não dizem: "Mas tu não confias em mim?"
Inclui a tua avô nas tuas preces.

Amo-te infinitamente

Tua mãe

548 - Arriscar

Meu muito amado filho Estêvão

"É quando queremos jogar pelo seguro que criamos um mundo da maior insegurança"
By: Dag Hammarskjold


"Duas sementes estão lado a lado no fértil solo primaveril.
A primeira semente disse: "Quero crescer! Quero atirar as minhas raízes para maior profundidade no solo e atirar os meus rebentis furando a crosta terrestre por cima de mim... Quero desfraldar os meus botões como bandeiras para anunciar a chegada da Primavera... Quero sentir o calor do sol no meu rosto e a bênção do orvalho da manhã nas minhas pétalas!
E assim cresceu.
A segunda semente disse: "Tenho medo. Se atirar as minhas raízes lá para baixo, não sei o que posso encontrar no escuro. Se furar para cima atravessando o solo duro posso danificar os meu rebentos tenros... e se eu abrir os meus botões e os caracóis os comerem? E se abrir as flores, uma criança pode arrancar-me do solo. Não, é muito melhor esperar até ser seguro."
É assim esperou.
Uma galinha que andava…

547 - Sonhos doces e dos outros e casamentos

Meu muito amado filho Estêvão

Recupera os teus sonhos

Quando fizeres sonhos, adiciona um ovo de cada vez lentamente.

Não te esqueças de que fazer um casamento feliz é como fazer agricultura, tem de se começar de novo todas as manhãs.

Na vida emocional, pessoal ou profissional uma traição é como partir um prato... depois podes pedir desculpa, perdão que é como um prato partido... uma vez partido jamais será igual jamais!

Ensina sempre sempre sempre pelo exemplo.

Quando os teus filhos forem jovens viaja com eles, aproveita sempre as férias, visita sitios bonitos, são recordações que jamais eles esqueceram.

Empenha-te num objectivo importante. Mas empenha-te mesmo. Mete alma, sangue, suor.

Vive com simplicidade.

Não tenhas medo de pessoas sinceras, não tenhas medo de pessoas que falam alto gesticulam muitos e são frontais... essas são sempre boas amigas e de confiança. Mas nem sempre compreendidas.

Pensa com rapides, mas não fales com a mesma rapidez. Pensa 3 vezes antes de falar.

Trabal…

546 - A terra moveu-se para ti?

Meu muito amado filho Estêvão


"Ângela, de onze anos, foi atacada por uma doença debilitante que envolvia o sistema nervoso. Não podia andar e os médicos não punham grande esperança na sua recuperação. A rapariguinha era indómita. Ali estava, na cama do hospital e disposta a jurar, a quem a quisesse ouvir, que iria voltar a andar qualquer dia.
Foi transferida para um hospital especial de reabilitação na zona da Baía de S. Francisco. Os terapeutas estavam encantados com o seu espírito inquebrantável. Ensinaram-na a visualizar - ver-se a caminhar. Se mais não fizesse, pelo menos dava-lhe esperança e algo de positivo a fazer durante as longas horas de vigília, na cama. Ângela trabalhava tão arduamente quanto possível na terapia física, em hidromassagem e em sessões de exercícios. Mas trabalhava também arduamente, ali deitada, faendo fielmente a sua visualização, a ver-se mover-se, mover-se, mover-se!
Um dia, enquanto lutava com todas as forças para imaginar as suas pernas a moverem-s…

545 - Visitas à tua cidade e plantas

Meu muito amado filho Estêvão

Quando fores abordado por pessoas em visita à tua cidade, dá-lhes indicações claras e completas.

Fala com as tuas plantas.

Pede conselho quando precisares, mas lembra-te de que ninguém é especialista na tua vida.

Se sabes que vais perder, fá-lo com elegância.

Diz todos os dias alguma coisa que encoraje os teus filhos.

Se tens um amigo que está a atravessar um momento muito complicado mesmo que tu tambem estejas, mesmo que aches que estares com ele só te vai fazer pior a ti... não o abandones nunca NUNCA. Nunca se abandona um amigo.

A mentira mais comum que as pessoas dizem é "Está tudo bem!" em resposta à pergunta... como estas? .... se tens um amigo(s) que sempre te diz "Está tudo bem!" ... pensa.... estás a dar espaço a essa pessoa de falar abertamente contigo? Estás a deixar que essa pessoa seja franca contigo? Tens tido tempo para verdadeiramente a ouvir?


Quando tiveres relações sexuais com alguém usa sempre SEMPRE preservativo.


Am…

544 - Estímulo

Meu muito amado filho Estêvão

"É preciso tão pouco para fazer as pessoas felizes. Apenas um toque, se soubermos dá-lo, apenas uma palavra dita adequadamente... um leve reajustamento numa cavilha, numa chumaceira ou num gancho da delicada maquinaria da alma"
By: Frank Crane


"Alguns das maiores histórias de êxito seguiram-se a uma palavra de estímulo ou a um acto de confiança de um ser amado ou de um amigo fiel. Se não tivesse sido Sofia, uma esposa confiante, nunca teríamos incluido entre os grandes nomes da literatura o de Nathaniel Hawthorn. Quando Nathaniel chegou a casa destroçado e disse à mulher que era um falhado e que fora despedido da alfândega, ela deixou-o surpreendido com uma exclamação de alegria.
- Pronto - disse ela. - Agora já podes escrever o teu livro.
- Sim e de que vamos viver, enquanto eu escrevo? - perguntou com a confiança em declínio.
Para seu espanto, ela abriu a gaveta e tirou de lá uma considerável quantia em dinheiro.
- Onde arranjaste isso? -…

543 - Porque sou assim

Meu muito amado filho Estêvão

Sou cheia de defeitos cheia de marcas do que fui.
Mas amo-te do fundo da minha alma.

Já te falei aqui várias vezes de como nos últimos anos questionei tantas coisas na minha vida.
Deus. E a presença Dele na minha vida, por exemplo.
A razão porque questionei tanto tudo de Deus na minha vida e porque me afastei tanto da vida em igreja e como isso me destruiu, foi porque eu vi várias pessoas, uma pessoa em muito especial, muito pouco digna de usar a palavra Deus a usa-la como se fosse um cartão de visita, como se fosse olá ou adeus. E isso quase me destruiu.

Para mim as palavras tem poder, um poder imenso, e as palavras são o que elas significam, "eu amo-te" significa que eu JAMAIS te prejudicarei, significa que o meu ar é teu que morro para que tu vivas, "Deus" significa amor maior, amor imenso, caminho de luz.
Só uso as duas palavras quando são verdade e quando me sinto digna de as usar.

Já aconteceu na minha vida ter de dizer a alguém …