Pular para o conteúdo principal

Postagens

670 - Eu mesmo me excluo quando percebo que minha presença não faz nenhuma diferença ali

Meu muito amado filho Estêvão

Hoje deixo-te aqui um texto que li e com o qual me identifiquei um poucochinho
"É lógico que existirá alguém que nos amará com inteireza. É lógico que existirão lugares onde seremos recebidos com sorrisos e abraços verdadeiros. Desde que mantenhamos nossos sentimentos intactos dentro de nós, as pessoas certas, nos lugares certos, chegarão e ficarão para sempre em nossas vidas.
Talvez seja difícil percebermos quando não estamos recebendo a atenção e a importância devidas, nos lugares que frequentamos, ou quando não temos de volta nem metade do que ofertamos ao outro. Quando gostamos de alguém, queremos ser próximos, assim como temos o costume de frequentar locais que nos agradam. No entanto, nem todo mundo gostará de nós e nem em todos os lugares seremos bem recebidos.
A vida já anda tão corrida, lotados que estamos de compromissos trabalhistas, que tomam a maior parte de nossas vidas, ou seja, o pouco tempo que nos sobra para usarmos com o que quisermos …
Postagens recentes

669 - Pensar globalmente agir localmente

Meu muito amado filho Estêvão

Já tens 7, caramba já tens 7 anos. Tão cheio de sabedoria e ao mesmo tempo tão pequeno ainda e já com tanta vontade de mudar o que não concordas.

Sempre te digo pensar globalmente mas sempre sempre agir localmente.
Na festa do teu aniversário recolhemos 10 kg de bens alimentares não perecíveis e 20 kg de embalagens de plástico tudo recolhido para dar ao núcleo Refood .... caramba tens 7 anos e mobilizaste a escola inteira .... INTEIRA para o teu canetão recolheste mais de 40 kg de canetas, palhinhas talheres de plástico etc e vamos dar lhe um fim que não acabe com o planeta terra. Reciclar, reduzir, re-utilizar. SEMPRE.
Mudamos o mundo? evitamos uma guerra? não. Mas fizemos a nossa parte influenciamos os outros ensinamos explicamos e mais importante: demos o exemplo e fizemos uma micro parte do nosso mundo melhor.
Custou alguma coisa? nada foi com gosto.
Aprendemos muito? sim muito.
Ensinamos alguma coisa? muito.
Não é a crise dos migrantes, não é a venez…

668 - A nostalgia de fazeres anos

Meu muito amado filho Estêvão

Daqui a 7 dias fazes 7 anos.
Este ano que passou caíram te 3 dentes, aprendeste a ler e a escrever, e cada dia que passa mais sabes o que queres, mais tens as tuas opiniões. Mais me deixas sem palavras quando te explicas muito bem explicado sobre o que sentes no coração, sobre o que gostas de fazer. Mãe não gosto de futebol, não gosto de gritos, de lutas, de excitações, gosto da Mel, gosto de desenhar, ler, de hoteis bonitos, de pequenos almoços de hotéis, de viajar, de passear muito, muito e como dizes etecetera etecetera.
Gosto quanto te explicas "não quero convidar aquele ou o outro ca para casa porque ele não é meu amigo a sério".
Chega a assustar pensar que tenho um corte na barriga no sítio por onde te tiraram e que hoje sabes o que significa amortecer, sabes o valor da verdade, da honestidade, do respeito, do trabalho, conheces o nome de todos os super herois da Mattel, sabes os poderes de todos os Teen Titans e mesmo assim sabes o que di…

667 - Não julgues os outros por ti

Meu muito amado filho Estêvão
A tua avó repete muitas vezes uma frase que ela ouviu ao meu avó (teu bisavó). "Não julgues os outros por aquilo que és ou aquilo que fazes".
É a mais profunda verdade. Quanto mais depressa perceberes isso mais rapidamente não te irás desiludir com as outras pessoas.
Faz o que o teu coração manda, faz o bem sempre, mesmo que não te façam a ti. Agradece o bem que te fazem, aprende com o menos bem, abre portas, se sincero, simpatico, respeita, sê correcto mas não esperes nada nada de volta.
Convidaste e nem te agradeceu. Melhor tu pudeste convidar.
Saiste mais tarde para ajudar alguem e nem um gesto de simpatia. Paciencia. No fim é sempre entre ti e Deus.
Tu pagas o que deves e não te fazem o mesmo. Paciência.
As ações ficam com quem as praticam.
Esquece isso de o "mundo é justo" ou deixa de ser. Esquece achares que os outros vão fazer por ti o que tu fizeste por eles. Não vão.
E pronto é assim a vida.
Não sofras com isso. Mas também não…

666 - Os grandes NÃOs da tua vida.

Meu muito amado filho EstêvãoNa tua vida vais sentir raiva várias vezes, porque a vida não é como queremos, porque as não te sentes legitimado, não te sentes respeitado, não te sentes amado, ou te sentes decepcionado. Vais sentir te triste várias vezes, vais perder amigos, amores, caminhos. Outros dias haverá em que te vais sentir o rei do mundo com o coração cheio de alegria com a alma cheia de amor. Não prometas nada quando estiveres feliz. Não respondas a nada quando estiveres com raiva. Não decidas nada quanto estiveres triste.Vai ser fácil no meio do amor, no meio de beijos e abraços tudo parecer perfeito, tudo vai parecer para a vida toda, para o infinito, para casar, vai parecer amor infinito. Mas é a veres o lado negro da lua, nos dias de doença, desemprego e dificuldades que o amor se vê. Vai te apetecer muito responder quando alguém te der um bom dia de favor, ou não o der de todo, ou te torcer o nariz, ou te destratar, vais querer responder, vais querer não ficar calado. Não…

665 - Deixa-me dizer-te algumas coisas que se calhar não vais ouvir de mais ninguém

Meu muito amado filho Estêvão

"Querido filho, deixa-me dizer-te algumas coisas que se calhar não vais ouvir de mais ninguém. 
Os teus pais fizeram sempre o melhor que souberam fazer. 
E os avós também fizeram isso com os pais. 
Ninguém é melhor do que ninguém. 
Andamos todos às apalpadelas nesta coisa a que chamam vida. 
Ser feliz é o objetivo e cada pessoa tem uma noção diferente do que é a felicidade. Respeita isso. Deixa-me dizer-te que, quando nasces, já existe um Sistema onde se tabela logo que vais passar 12 anos a estudar e mais cinco na universidade. São 17 anos da tua vida. Tenta aprofundar as matérias que mais interesse te despertem e nunca - mas nunca - escolhas um curso só porque tem mais saídas profissionais. É que depois, diz o tal Sistema, vais trabalhar mais 40 anos até à reforma e, pelo menos, tens que gostar de fazer o que fazes para não caires no consultório de um psiquiatra que te receita umas pílulas da alegria que só mascaram a dor (os anti depressivos são os cosm…

664 - Purpose, Hope and Friendship

Meu muito amado filho Estêvão
Eu não sou muito de dias celebrativos, mas penso que servem um propósito, lembrar o que não deve ser esquecido, o que deve ser lembrado.
Hoje é dia 4 de Junho, hoje é o dia do sobrevivente de cancro. Cancro. Palavra curta de significado complicado que eu conheço há muitos anos mais de uma década. Lá está os dias celebrativos servem para lembrar, para pensar, para analisar o caminho.
Há quem não esteja cá para celebrar este dias. Tantas pessoas ficaram para trás sempre. Tantas e tão boas.
Porquê que eu cá ando? Porque é que é 2018 e cá ando? De um modo ou outro todos nós procuramos O proposito de por cá andarmos. Eu sei que tudo tudo tudo vale a pena quando olho para ti. Quando vejo que já lês, quando vejo tudo o que és vale a pena cada noite não dormida, cada fim de semana a trabalhar tudo tudo vale a pena. Por ti tudo.
Mas ... e mais?
Tu sabes bem qual é o trabalho da mãe e sabes muito bem que a mãe além de dar aulas tambem recebe aulas, desde há 10 mese…