Pular para o conteúdo principal

574 - Padrinhos e assumir as responsabilidades

Meu muito amado filho Estêvão

Hoje quero lembrar aqui o teu baptizado, o dia em que te tornaste membros da igreja de Cristo, um de nós.
Estava um dia lindo, quente e com sol e tiveste dois padrinhos a tua madinha Claudia Sampaio e o teu padrinho Alipio Araujo, são os teus padrinhos de baptismo. E que maravilhoso isso é.
No dia do teu baptizado foram lidos vários textos mas há um hoje que aqui contigo quero partilhar e que contigo quero lembrar.... leio muitas vezes quando não sei o que fazer, quando estou perdida no caminho a seguir e então lembro-me que ser mãe é ser sem mapa e ganho novo animo, porque sei qua jamais estarei sozinha... tenho Deus comigo.

"Vossos filhos não são vossos filhos. 
São os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma. 
Vêm através de vós, mas não de vós. 
E embora vivam convosco, não vos pertencem. 
Podeis outorgar-lhes vosso amor, mas não vossos pensamentos, 
Porque eles têm seus próprios pensamentos. 
Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas; 
Pois suas almas moram na mansão do amanhã, 
Que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho. 
Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós, 
Porque a vida não anda para trás e não se demora com os dias passados. 
Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas. 
O arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda a sua força 
Para que suas flechas se projetem, rápidas e para longe. 
Que vosso encurvamento na mão do arqueiro seja vossa alegria: 
Pois assim como ele ama a flecha que voa, 
Ama também o arco que permanece estável"
By: Khalil Gibran





"Vives na era da felicidade.
Todos querem ser felizes.
Todos querem viver com um sorriso no rosto e com a expressão de felicidade no olhar. Todos querem, todos, embora pareça possível só para alguns. Porquê?
Será que andas atrás da felicidade no sitio certo? Talvez não.
Será que queres encontrar fora de ti, aquilo que só consegues encontrar dentro do teu eu? Talvez sim.
Será que a própria felicidade é uma moda, sem uma busca interna do teu eu? Talvez sim.
Deixo-te alguns passos para viveres num estado de equilíbrio e felicidade, nunca esquecendo que a felicidade não é uma meta, nem vem com uma relação, com um trabalho, com um atributo fisico, nem com nada que viva fora de ti.
1. Alimenta a gratidão - pelo que tens, pelo que és, pelas vivências que vais vivendo e que te permita diariamente sintonizar com o teu eu. Olha à tua volta e encanta-te pelas pessoas que amas e que te amam e ti, pelas tuas conquistas, pelos tuas experiências de desconforto, e por tudo aquilo que vives e te faz crescer.
2. Assume a responsabilidade por tudo aquilo que fazes - Sem medo. Sem receio, sem qualquer papel de vitima que te fragilize. Não dês aos outros a tua liberdade e assume aquilo que és e fazes, e reencontra-te ao longo do teu caminho de sucessos e fracassos.
3. Aceita todas as tuas emoções - Todas. Façam-te sentir elas melhor ou pior. Aceita-as, sem medo e sempre com muito amor, escuta-as e transforma-as.
4. Torna-te o teu herói - Transforma tudo a favor do teu crescimento e da tua vida. Por muito sofrimento que tenhas vivido, tudo te permitiu torna-te a pessoa especial que hoje és.
5. És eternamente perfeito - és perfeito com todas as tuas imperfeições. Tudo o que tens, tudo o que fazes de imperfeito é perfeito na tua vivência, e se tens imperfeições, só te resta abraça-las em tudo aquilo que em ti vive. Transforma-te na melhor versão de ti mesmo, consciente que serás sempre perfeito, com todas as tuas imperfeições.
6. Ama-te incondicionalmente - Não precisas do amor ninguém para te amares. Não precisas da aceitação de outros para te amares. Não precisas de um trabalho com estatuto para te amares. Não precisas de nenhuma condição, porque todo o amor, é incondicional.
7. Vive as tuas paixões - são elas que te conectam à vida, que te fazem vibrar, que te fazem acordar de manhã e sorrir, que te fazem estar ligado ao teu eu e à tua essência. Assume sem medo os teus desejos e vive de forma apaixonante.
8. Corre, corre muito - dá vida ao teu corpo. Movimento gera movimento, energia gera energia. Um corpo parado é um corpo sem vida e sem energia. Gera vida em ti pelo movimento. Gera criatividade, alegria, perseverança e vida com o movimento de correr. Corre e viverás feliz!
9. Constrói a tua realidade. O mundo é aquilo que fazes dele, é a forma como o tocas e o sentes. É a forma como o vês e contribuis para ele. Constrói o teu mundo, se não estás feliz, é porque vives num mundo pintado por ti a preto e branco. Sonha, constrói, foca-te no que queres e constrói os teus recursos.
10. Aprende no silêncio - o excesso de pensamento contamina o teu bem-estar e a tua energia. Pensar é essencial, pensar muito é uma doença. Pensa o essencial e encontra o teu silêncio, com a intenção de fazeres uma coisa de cada vez, com a certeza que aquilo que vives está naquilo que fazes e não no facto de pensares muitas vezes sobre o mesmo assunto, problema ou vivência. Cria silêncio, cria amor, educa o teu pensamento e serás feliz."
By: Diana Gaspar Duarte


Hoje e sempre e para sempre és o meu filho muito amado que cai sempre sobre ti a luz da vida e da sabedoria


Amo-te infinitamente


Tua mãe

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

69 - Os cães ladram e a caravana passa

Amado filho
Os “cães ladram e a caravana passa” é um proverbio árabe muito usado ainda hoje e que simboliza ainda muito do nosso comportamento humano.
Observa a maravilha de contradição existente no meio da afirmação. O estacionário e o evolutivo. Sabe-se que seguir adiante é da constituição das caravanas (e das pessoas), tal qual ladrar é da constituição dos cães. Aliás, os cães apenas ladram para avisar a seus donos a aproximação de algo que não faz parte de seu habitat convencional, ou quando desejam fazer festa para algum conhecido. Também é da sua constituição manterem-se próximos aos locais onde vivem, como se fossem limitados por um círculo invisível. No primeiro caso, não importa que a caravana tenha boas notícias, nem remédios importantes, basta que não seja daquele local. No segundo, o latido é diferente, mas é latido. Mas se ambos agem de acordo com suas constituições o que há de excecional na expressão? Exatamente o sentido de um permanecer estacionado e do outro seguir semp…

665 - Deixa-me dizer-te algumas coisas que se calhar não vais ouvir de mais ninguém

Meu muito amado filho Estêvão

"Querido filho, deixa-me dizer-te algumas coisas que se calhar não vais ouvir de mais ninguém. 
Os teus pais fizeram sempre o melhor que souberam fazer. 
E os avós também fizeram isso com os pais. 
Ninguém é melhor do que ninguém. 
Andamos todos às apalpadelas nesta coisa a que chamam vida. 
Ser feliz é o objetivo e cada pessoa tem uma noção diferente do que é a felicidade. Respeita isso. Deixa-me dizer-te que, quando nasces, já existe um Sistema onde se tabela logo que vais passar 12 anos a estudar e mais cinco na universidade. São 17 anos da tua vida. Tenta aprofundar as matérias que mais interesse te despertem e nunca - mas nunca - escolhas um curso só porque tem mais saídas profissionais. É que depois, diz o tal Sistema, vais trabalhar mais 40 anos até à reforma e, pelo menos, tens que gostar de fazer o que fazes para não caires no consultório de um psiquiatra que te receita umas pílulas da alegria que só mascaram a dor (os anti depressivos são os cosm…

644 - Porque é que as vezes as mães choram

Meu muito amado filho Estêvão

Ontem viste-me a chorar e muito e ficaste triste e muito e perguntaste-me "porque choras mãe? tu não tens medo de nada!".

Não podias estar mais errado. Tenho medo de tudo tudo tudo. Desde que nasceste então tenho ainda mais.

Ontem não foi um dia bom mas ontem foi só a ultima gota que encheu o copo.
Ontem estacionei o carro mal, não cumpri o código da estrada e para ir a correr dar uma aula estacionei em cima do passeio. Não devia foi errado e veio o reboque e levou o meu carro. Fizeram bem, eu errei. Passado o primeiro momento em que não sabia do carro e pensei que me o tinham roubado o carro, lá o fui buscar a polica.
Atenção que eu sei que errei, ok? eu estava mesmo mal parada, nunca faço isso fiz ontem e não devia.
Enquanto esperava para ser atendida, os policias que com certeza ganham mal e tem mais trabalho do que deviam demoraram muito a atender e um senhor que lá estava antes começou a irritar-se e a falar alto e que não pagava que aquilo…