Pular para o conteúdo principal

337 - Porque hoje é daqueles dias "tramados"

Meu muito amado filho Estêvão
Hoje vou deixar-te aqui palavras de muitas pessoas e não minhas … hoje em especial e porque amanha dia 8 fazem 4 anos que eu perdi o meu pai, o teu avô Francisco…. Hoje em especial faltam-me palavras.
Posso dizer-te que o tempo passa a correr. Tudo o que aconteceu nestes 4 anos, não cabe em poucas palavras. Houve coisas optimas … tu nasceste. Houve coisas horríveis e todo um espectro entre o branco e o preto de coisas. Foram tempos de maravilhosa aprendizagem e de fabuloso crescimento.
Posso dizer te ainda que tenho muitas saudades do meu pai. Muitas mesmo. Não é sempre, nem sequer é em nenhum momento em especial é às vezes. Todos os dias um bocado. Todos.. É em momentos em que gostava de lhe contar que agora há coisas que fazem muito sentido e antes não faziam… é quando tu fazes alguma coisa que eu sei que ele gostava de ver. Quem o conheceu acha que te pareces com ele… um dia poderemos falar melhor sobre isso. Hoje não. Hoje em especial tenho muitas saudades dele e muita pena que ele não te tenha conhecido … um dia falar-te-ei também do tanto que ele fez … pela pessoa que eu sou e que por isso mesmo mesmo longe onde está ainda hoje te constrói porque em construiu.
Já te disse isto aqui noutras vezes mas repito hoje … o meu pai morreu cedo demais e com a sua morte eu aprendi que temos (repito temos!) de cuidar do nosso corpo e ainda que a vida é para ser vivida aproveitada hoje não é amanha nem depois é hoje. Os pratos lindos são para ser usados hoje e não num dia de festa… hoje estamos cá então é festa e é para usar hoje.
A vida não se adia. Nunca.
Então vai dai e pus-me a ler coisas de pessoas que passam e passam e passam e que também, como ele me marcar e porque hoje as palavras me falham ficam a de pessoas muito mais sábias que eu.


“Vocês riem de mim por eu ser diferente, e eu rio de vocês por serem todos iguais”
By: Bob Marley

Na diferença está sempre o caminho… sempre! A diferença é constritiva a diferença faz crescer… sê sempre tu. Doa a quem doer.

“Todos nós já vivemos desamores.
Amores que não chegaram a ser vividos.
Amores não correspondidos.
Amores que nos fizeram mal, ou que nós deixámos que fizessem.
Amores que acabaram em ódios.
Em lutas.
Em sofrimento. 
Em dor.
Em luta de egos em busca de razão mas na perda de humildade.
Amores que no fundo nos fizeram descobrir algo acerca de nós que sem eles, se calhar nunca descobriríamos.
Amores que no fundo, nos fizeram crescer e aprender, independentemente do seu final.
Porque nada acontece por acaso e tudo acontece quando e como tem de acontecer.
Mas não esqueçamos que o amor, esse amor romântico que nos faz borboletas na barriga, tem de nos fazer bem. Tem de nos fazer sorrir apesar de todas as adaptações. 
Tem que nos gerar saúde física e emocional. 
Não nos fazer sofrer. 
Não nos fazer mal.
Antes de amar alguém ame-se a si próprio, já dizia o provérbio.
E amarmo-nos é cuidarmos de nós com carinho, respeito e vontade de viver sempre melhor.
Assim, se não nos fez bem, não nos fará falta...”
By: Diana Gaspar Duarte


O amor é o que verdadeiramente importa. Só o amor importa. O amor sem ontem sem porquê nem para quê.
Mas o amor romântico tem mesmo que fazer bem tem de ser construtivo tem de gerar saúde, alegria. Quando o amor romântico não é bom então o amor próprio tem de ter mesmo primazia e mais vale doer um pouco a perca mas depois vem a alegria a liberdade o amor… do que viver preso a um amor que não faz bem.
É assim a vida. É assim o amor. É assim sem tirar nem por.


“O nosso pior inimigo é a aquele que cada um de nós leva dentro de si: o egoísmo, a ganância, a inveja, a violência, a voz enganadora que me leva a pensar nos meus direitos e esquecer os meus deveres, o desespero. Perceber que isto é assim mesmo é o ponto de partida para vencer este terrível inimigo.
By: Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS
365 vezes por ano não perguntes porquê, mas para quê


A inveja a mentira são buracos horríveis da vida, são o mal que jamais dará bem… pensa sempre com a alma que Deus te deu essa só pode fazer te pensar nos deveres e no amor, na justiça, na verdade no caminho…. Ouve a voz do amor em ti sempre. E assim serás e farás felicidade.


Ontem morreu uma pessoa que embora não conhecesse… foi uma pessoa importante para o meu crescimento nos últimos anos: Manuel Forjaz. Empreendedor, professor universitário, pai, consultor de empresas e doente oncológico.
Tinha frases que jamais esquecerei: “Sou uma pessoa cheia de sorte. Porquê? Porque Deus escolheu-me a mim (referindo-se ao cancro) e poupou os meus filhos.… ajuda-me sempre nos dias mais complicados a por as coisas em perspetiva. Sempre. Tenho braços e pernas e isso é o que importa mesmo.
Tinha outra frase que acho maravilhosa que dizia “Posso até morrer de cancro mas o cancro nunca me matará!”. Referindo-se ao facto que não são as circunstancias que nos definem mas nós que definimos o modo como deixamos que as circunstancias modelem a nossa vida. Não são as doenças ou os problemas que vão definir como eu levo a vida…. EU O FAREI! Manter o foco no que verdadeiramente importa na vida. Os nossos, ajudar os outros, ser feliz, fazer caminho, deixar marcas. Cumprir-se.
Escreveu um livro “Nunca te distraias da vida”… é maravilhoso… Manter o foco o objectivo em mente não esquecer o que importa por razões que no fim nada importam… a vida passa tão rápido que temos de fazer cada segundo valer.
Ensina-nos que a vida é breve mas por isso linda. Ensina-nos a ser humildes e responsáveis pelas nossas escolhas (não adianta passar a vida a culpar o pai, a mãe, a sociedade, os impostos… assume a vida como um adulto!).
No livro dele deixa 7 conselho de vida que aqui te deixo
"1 - Aprenda a fina arte do nading, guarde um tempo sem agenda, planos ou coisas para fazer; saber desperdiçar o tempo é uma arte difícil de aprender;

2 - Pense em si todos os dias antes de dormir; pense no que fez, que pegada deixou no mundo, que bem e mal fez, o que poderia ter feito melhor;

3 - Tente melhorar a vida de alguém todos os dias;

4 - Sempre que tiver uma decisão muito importante a tomar, durma uma noite sobre o assunto;

5 - Não se esqueça que nada é infinita e eternamente mau, nem bom; somos todos assim, assim, por isso aprenda a conhecer a maravilhosa individualidade humana, começando pela sua

6 - Experimente coisas, cenas, trabalhos, artes, desportos; saia dos seus dias para experimentar a vida dos outros

7 - Aprenda sempre; questione-se sempre; aprenda com todos e com todas as fontes de informação - livros, revistas e jornais, net, embalagens de champôs, conversas, artes,... "
By: Manuel Forjaz

Lembra-te que se o que sentes mais é cansaço se o que te mais falta é tempo provavelmente estarás muito longe do teu sentido de vida e do que te faz feliz.
Lembra-te que tempo é bem raro e que o deves usar com liberdade e que a “Felicidade vem da liberdade e a liberdade vem de termos alternativas”, liga ao que verdadeiramente importante FELICIDADE, LIBERDADE E NUNCA PARAR DE APRENDER.

E por ultimo e porque como eu já te disse aqui muitas vezes…. Ser TUA mãe é a coisa mais maravilhosa do mundo e que tudo tudo tudo vale para que tu te realizes como ser humano … mas há dias “tramados”… muito tramados deixo aqui nas palavras de alguém que também é mãe …. E que diz tudo aqui…

Aqui fica para que te lembres de todas as mães sozinhas, não sozinhas …. Com todas as histórias.

“Um abraço imenso a todas as mães, como eu... que fazem almoços e jantares. Não têm avós pertinho para ajudar. Que vão colocar e buscar à escola. Fazem os trabalhos de casa. Dormem mal mas enchem-nos de ternura.
Um beijo intenso às que andam com a roupa com pedaços de papa e se esquecem de colocar brincos. Às mães que não têm medo de dizer "preciso de um diazinho de folga" e que não se envergonham de dizer "fogo, que isto não é nada fácil!".
Que chegam a casa e dão banhos. E aturam birras. Que não têm empregadas a tempo inteiro. Que estendem a roupa e ainda fazem uma nave espacial de garrafas de água e cápsulas nespresso. Que não deram de mamar e que amam tanto os filhos como as outras. As que deram de mamar e que amam os filhos como as outras. E que saíram da maternidade sem uma pinga de maquilhagem.
Um sorriso monumental de compreensão às que usam o dinheiro do ginásio para os meter na natação e na dança criativa. Que fazem sopa todas as semanas e que adormecem a ver televisão. Que já não vão ao cinema há décadas mas sabem quem é a Violeta. Que andam com os filhos às costas para todo o lado e que vão tarde para a cama para dobrar a roupa.
A todas essas. Obrigada
By: Rita Marrafa de Carvalho


Amo-te infinitamente



Tua mãe

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

69 - Os cães ladram e a caravana passa

Amado filho
Os “cães ladram e a caravana passa” é um proverbio árabe muito usado ainda hoje e que simboliza ainda muito do nosso comportamento humano.
Observa a maravilha de contradição existente no meio da afirmação. O estacionário e o evolutivo. Sabe-se que seguir adiante é da constituição das caravanas (e das pessoas), tal qual ladrar é da constituição dos cães. Aliás, os cães apenas ladram para avisar a seus donos a aproximação de algo que não faz parte de seu habitat convencional, ou quando desejam fazer festa para algum conhecido. Também é da sua constituição manterem-se próximos aos locais onde vivem, como se fossem limitados por um círculo invisível. No primeiro caso, não importa que a caravana tenha boas notícias, nem remédios importantes, basta que não seja daquele local. No segundo, o latido é diferente, mas é latido. Mas se ambos agem de acordo com suas constituições o que há de excecional na expressão? Exatamente o sentido de um permanecer estacionado e do outro seguir semp…

527 - Uma carta de despedida de um filho a uma mãe

Meu muito amado filho Estêvão

Hoje partilho contigo uma carta de um filho que acabou de perder a sua mãe.


Hoje, perdi a mulher mais importante da minha vida. Ainda de manhã te dei um beijo. Foi o último correspondido. Agora já não vou voltar a chegar a casa e ver-te. Vai ser um vazio que nunca será preenchido, mas que fará parte de mim até ao fim dos meus dias.  Educaste-me de uma maneira que nunca pensei que fosse possível. Nunca me faltou nada e trabalhaste dia e noite para que assim fosse. Só posso dar graças a todos os sacrifícios que fizeste, a todas as birras que aturaste, a todos os meus caprichos que atendeste, a todo o carinho que tu me deste, sei que a minha vida inteira não chegará para te agradecer o suficiente, mas vou tentar. Vais-te orgulhar no homem em que me tornei, me estou a tornar e me irei tornar. Vou viver a minha vida sabendo que agora tenho mais um anjo a olhar por mim, mais uma estrela a guiar-me. Vou fazer a minha vida como a sonhei, vou viver os meus sonhos por…

719 - Hoje isto acaba

Meu muito amado filho Estêvão Há 7 (quase 8) anos quando nasceste decidi escrever te este blog e decidi que 1111 coisas seriam .... hoje termino esta minha demanda mas não com 1111 mas sim com 719. Hoje isto acaba. Depois de pensar e sentir estou certa que nada mais tenho para te ensinar. NADA. Não sei nada da vida e do mundo e em particular do universo. Não sei nada do "amor". Nada de nada só sei do amor que te tenho. Não sei nada sobre namorar, casar, partilhar, ser leve. Nada. Há muitos muitos muitos anos que não sou beijada que não fecho os olhos com a sensação maravilhosa de ser amado, há outros tantos não janto fora para namorar, não olho nos olhos de alguém (que não tu) e penso UAU! .... já apanhei tantas vezes os cacos do meu coração que já perdi um monte pelo caminho e agora estão todos os cacos no saco, não sou dada a tinders ou aplicações de encontros, sou gorda demais e feia demais para algum dos meus amigos ou amigas me ajudar a encontrar um namorado. Por isso amor q…