Pular para o conteúdo principal

325 - Casamentos e defeitos

Meu muito amado filho Estêvão hoje deixo-te para leres dois textos que talvez não tenham nada a ver um com o outro mas que aqui te deixo para leres e pensares neles

“Hoje em dia existe muito medo de tomar decisões definitivas, como a decasar-se, pois as pessoas consideram impossível manter o amor vivo ao longo dos anos. O Papa Francisco fala deste tema e nos convida a não nos deixarmos vencer pela "cultura do provisório", pois o amor que fundamenta uma família é um amor para sempre.

O que entendemos por "amor"?
Com a sabedoria e a simplicidade que o caracterizam, o Papa Francisco começa com um importante esclarecimento sobre o verdadeiro significado do amor, já que, diante do medo do "para sempre", muitos dizem: "Ficaremos juntos enquanto o amor durar".

Então, ele pergunta: "O que entendemos por 'amor'? Só um sentimento, uma condição psicofísica? Certamente, se é assim, não se pode construir nada sólido. Mas se o amor é uma relação, então é uma realidade que cresce, e também podemos dizer, por exemplo, que se constrói como uma casa. E a casa é construída em companhia do outro, não sozinhos! Não queiram construí-la sobre a areia dos sentimentos, que vão e vêm, mas sim sobre a rocha do amor verdadeiro, o amor que vem de Deus."

"O matrimônio é um trabalho de ourivesaria que se constrói todos os dias ao longo da vida. O marido ajuda a esposa a amadurecer como mulher, e a esposa ajuda o marido a amadurecer como homem. Os dois crescem em humanidade e esta é a principal herança que deixam aos filhos", acrescenta.

Três palavras mágicas para fazer o casamento durar
O Papa esclarece que o "para sempre" não é só questão de duração. "Um casamento não se realiza somente se ele dura, sua qualidade também é importante. Estar juntos e saber amar-se para sempre é o desafio dos esposos."

E fala sobre a convivência matrimonial: "Viver juntos é uma arte, um caminho paciente, bonito e fascinante (...) que tem regras que se podem resumir exatamente naquelas três palavras: 'posso?', 'obrigado' e 'desculpe'".

"'Posso?' é o pedido amável de entrar na vida de alguém com respeito e atenção. O verdadeiro amor não se impõe com dureza e agressividade. São Francisco dizia: 'A cortesia é a irmã da caridade, que apaga o ódio e mantém o amor'. E hoje, nas nossas famílias, no nosso mundo amiúde violento e arrogante, faz falta muita cortesia."

"Obrigado': a gratidão é um sentimento importante. Sabemos agradecer? (...) É importante manter viva a consciência de que a outra pessoa é um dom de Deus, e aos dons de Deus diz-se 'obrigado'. Não é uma palavra amável para usar com os estranhos, para ser educados. É preciso saber dizer 'obrigado' para caminhar juntos."

"'Desculpe': na vida cometemos muitos erros, enganamo-nos tantas vezes. Todos. Daí a necessidade de utilizar esta palavra tão simples: 'desculpe'. Em geral, cada um de nós está disposto a acusar o outro para se desculpar. É um instinto que está na origem de tantos desastres. Aprendamos a reconhecer os nossos erros e a pedir desculpa. Também assim cresce uma família cristã."
 
Finalmente, o Papa acrescenta, com bom humor: "Todos sabemos que não existe uma família perfeita, nem o marido ou a mulher perfeitos. Isso sem falar da sogra perfeita...".

E conclui: "Existimos nós, os pecadores. Jesus, que nos conhece bem, ensina-nos um segredo: que um dia não termine nunca sem pedir perdão, sem que a paz volte à casa. Se aprendemos a pedir perdão e a perdoar aos outros, o matrimônio durará, seguirá em frente."

“Deparei-me com este texto, que me fez pensar e sorrir… Quantas vezes nos envergonhamos dos nossos defeitos e não vemos o que esses mesmos defeitos permitem fazer/ acontecer se forem bem aproveitados. 

O desafio que lhe lanço é: que tal experimentar olhar para os seus defeitos (todos os temos) de um modo diferente? Quais serão as flores que a sua rachadura permitirão regar

“O POTE RACHADO
Um carregador de água na Índia levava dois potes grandes, ambos pendurados em cada ponta de uma vara a qual ele carregava atravessada em seu pescoço.
Um dos potes tinha uma rachadura, enquanto o outro era perfeito e sempre chegava cheio de água no fim da longa jornada entre o poço e a casa do chefe. O pote rachado chegava apenas pela metade.
Foi assim por dois anos, diariamente. O carregador entregando um pote e meio de água na casa de seu chefe. Claro, o pote perfeito estava orgulhoso de suas realizações. Porém, o pote rachado estava envergonhado de sua imperfeição, e sentindo-se miserável por ser capaz de realizar apenas a metade do que ele havia sido designado a fazer. Após perceber que por dois anos havia sido uma falha amarga, o pote falou para o homem um dia à beira do poço:
- Estou envergonhado, e quero pedir-lhe desculpas.
- Por quê ? Perguntou o homem. De que você está envergonhado ?
- Nesses dois anos eu fui capaz de entregar apenas a metade da minha carga, porque essa rachadura no meu lado faz com que a água vaze por todo o caminho da casa de seu senhor. Por causa do meu defeito, você tem que fazer todo esse trabalho, e não ganha o salário completo dos seus esforços, disse o pote.
O homem ficou triste pela situação do velho pote, e com compaixão falou:
- Quando retornarmos para a casa de meu senhor, quero que percebas as flores ao longo do caminho.
De fato, à medida que eles subiam a montanha, o velho pote rachado notou flores selvagens ao lado do caminho, e isto lhe deu certo ânimo.
Mas ao fim da estrada, o pote ainda se sentia mal porque tinha vazado a metade, e de novo pediu desculpas ao homem por sua falha. Disse o homem ao pote:
- Você notou que pelo caminho só havia flores no seu lado ? Eu, ao conhecer o seu defeito, tirei vantagem dele. Lancei sementes de flores no seu lado do caminho, e cada dia enquanto voltávamos do poço, você as regava. Por dois anos eu pude colher estas lindas flores para ornamentar a mesa de meu senhor. Se você não fosse do jeito que você é, ele não poderia ter esta beleza para dar graça à sua casa. Cada um de nós temos nossos próprios e únicos defeitos. Todos nós somos potes rachados. Porém, se permitirmos, o Senhor vai usar estes nossos defeitos para embelezar a mesa de seu Pai. Na grandiosa economia de Deus, nada se perde. Nunca deveríamos ter medo dos nossos defeitos. Se os conhecermos, eles poderão causar beleza.”
By: Susana Areal







Amo-te infinitamente

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

69 - Os cães ladram e a caravana passa

Amado filho
Os “cães ladram e a caravana passa” é um proverbio árabe muito usado ainda hoje e que simboliza ainda muito do nosso comportamento humano.
Observa a maravilha de contradição existente no meio da afirmação. O estacionário e o evolutivo. Sabe-se que seguir adiante é da constituição das caravanas (e das pessoas), tal qual ladrar é da constituição dos cães. Aliás, os cães apenas ladram para avisar a seus donos a aproximação de algo que não faz parte de seu habitat convencional, ou quando desejam fazer festa para algum conhecido. Também é da sua constituição manterem-se próximos aos locais onde vivem, como se fossem limitados por um círculo invisível. No primeiro caso, não importa que a caravana tenha boas notícias, nem remédios importantes, basta que não seja daquele local. No segundo, o latido é diferente, mas é latido. Mas se ambos agem de acordo com suas constituições o que há de excecional na expressão? Exatamente o sentido de um permanecer estacionado e do outro seguir semp…

527 - Uma carta de despedida de um filho a uma mãe

Meu muito amado filho Estêvão

Hoje partilho contigo uma carta de um filho que acabou de perder a sua mãe.


Hoje, perdi a mulher mais importante da minha vida. Ainda de manhã te dei um beijo. Foi o último correspondido. Agora já não vou voltar a chegar a casa e ver-te. Vai ser um vazio que nunca será preenchido, mas que fará parte de mim até ao fim dos meus dias.  Educaste-me de uma maneira que nunca pensei que fosse possível. Nunca me faltou nada e trabalhaste dia e noite para que assim fosse. Só posso dar graças a todos os sacrifícios que fizeste, a todas as birras que aturaste, a todos os meus caprichos que atendeste, a todo o carinho que tu me deste, sei que a minha vida inteira não chegará para te agradecer o suficiente, mas vou tentar. Vais-te orgulhar no homem em que me tornei, me estou a tornar e me irei tornar. Vou viver a minha vida sabendo que agora tenho mais um anjo a olhar por mim, mais uma estrela a guiar-me. Vou fazer a minha vida como a sonhei, vou viver os meus sonhos por…

74 - Regras de vida minimalista

Amado filho
Deixo-te algumas regras de minimalismo... viver de um modo simples....

Querido filho deixo-te de seguida uns ensinamentos de alguem que sabe muito mais que eu... retirado de http://busywomanstripycat.blogspot.pt/

1. Reduza a tralha 2. Use o sistema de destralhamento do Dave 3. Use o speed cleaning para limpar a casa 4. Corte em metade o tempo que passa no supermercado 5. Compre em grandes quantidades 6. Plante um jardim 7. Faça todos os seus recados no mesmo sítio 8. Corte o tempo que passa a tratar da roupa em metade 9. Não compre roupas que precisam de ser limpas a seco 10. Deixe os sapatos à porta 11. Use tapetes com padrões 12. Use tabuleiros para a comida 13. Mantenha as plantas lá fora 14. Substitua a relva por relva artificial 15. Ou, pelo menos, simplifique a manutenção da relva 16. Animais de estimação simples 17. Mudanças simples 18. Reciclagem simples 19. Mude-se para uma casa mais pequena 20. Guie um carro simples 21. Venda a porcaria do barco 22. Construa um guarda-roupa simples 23. …