Pular para o conteúdo principal

199 - Coisas complicadas que as mães têm de fazer, erros e ganhar, perde, viajar e coisas boas

Meu muito amado filho Estêvão hoje vou te deixar aqui algumas dicas soltas de coisas que para mim são muito importantes.

Quando viajares para algum lugar leva sempre uma faca e uma colher na mala. Sempre.

Quando viajares para algum sitio que não conheças antes de partir informa-te sobre o clima e coisas importantes para veres.

Ganha sem te vangloriares.

Perde sem te desculpares.

Observa sempre a tua atitude. Faz esse difícil exercício de pensares se fosse a mim eu gostaria que me fizessem isso assim? A tua atitude é a primeira coisa em que as pessoas reparam em ti.

Mesmo nas viagens pequenas leva sempre lenços de assoar, a tua almofada, sapatos de quarto e algo para ler e escrever.

Se algum dia considerares alguém "como se fosse meu filho/filha", "como se fosse minha mãe", "como se fosse meu irmão"... pensa bem antes de fazeres isso ou dizeres isso... como se fosse teu filho é para ser tratado como filho, bem cuidado, bem conversado, bem acompanhado... como se fosse é para sempre ou então.... não é como se fosse e não causes sofrimento a alguém assim.... como se fosse é como se fosse mesmo... ninguém pode pedir o coração de alguém, ninguém se pode dar a ti como se fosse e depois deixar de ser. Pensa muito bem nisso.

Pede a alguém que queiras conhecer melhor que faça uma lista das 5 pessoas que mais gostaria de conhecer. Dessa maneira ficarás a conhecer muito acerca dessa pessoa e é também uma excelente maneira de começar uma conversa.

Os prazos sejam eles qual forem são importantes. Respeita-os. Os horários são importante por favor respeita-os.

Quando um dia quiseres construir a tua família e fores tu o pai de filhos. Essa têm de ser sempre a tua máxima prioridade. Nada nem ninguém é mais importante que isso. Nem a tua família de criação. Nada. Seres pai deve ser sempre a tua prioridade. Deixa de pensar em ti e nos problemas que tiveste para ai chegar, deixa os teus quereres, as tuas dores, as tuas vontades, os teus apetites e assume completa e totalmente a tua responsabilidade de seres pai.

Quando te deres conta de alguém a fazer bem ou muito bem tarefas menores (menos exigentes), dá-lhe tarefas mais importantes e felicita e agradece sempre as tarefas bem feitas.

Lê sempre mais livros. Sempre.

Vê sempre menos televisão.

Lembra-te de que um bom preço não é necessariamente aquele que está marcado no objecto mas sim o valor que tem para ti e para a tua alma e para a tua vida.

Quando uma oportunidade te bater à porta, convida-a a ficar para jantar.
Muitas vezes as grandes oportunidade só batem uma vez nunca a deixes ao frio da rua.
Quando as oportunidades batem normalmente são pontos de corte, são saídas das zonas de conforto e por isso mesmo dão um medoooooo..... faz o teu discernimento e com desapego e sem medo decide o teu caminho. Eu estarei sempre sempre sempre ao teu lado. Agora e para sempre.

Encara as dificuldades da vida como desafios como oportunidades de crescimento.... encara todas essas dificuldades como mostras de confiança de Deus em ti e encaras uma e cada uma delas como oportunidades de cresceres de seres cada dia mais a pessoas que verdadeiramente és na alma e no coração.

Lembra-te sempre que o conhecimento não ocupa espaço... nunca aches que já não tens idade de aprender ou que já sabes tudo ou que o que sabes é suficiente... lembra-te de que quanto mais souberes menos receias.

Quando um qualquer funcionário te atender muito bem, seja num qualquer serviço, restaurante, hotel, etc... deixa uma boa gorjeta e ou por escrito ou a olhar nos olhos diz: "obrigada. Muito obrigada, pelo seu serviço extraordinário. Graças a si tudo correu bem foi muito"

Tira os óculos escuros quando estiveres a falar com alguém, nunca fales com alguém de pastilha elástica na boca, tira o boné ou o chapéu quando estiveres dentro de casa, se as botas estiverem  sujas nunca entres com elas dentro de casa, se o chapéu de chuva estiver molhado põe-o onde possa escorrer toda a água sem molhar a casa. 

Todos os anos mesmo que já não tenhas filhos que leiam livros infantis, compra pelo menos um livro infantil ... lê-o e depois oferece a uma criança.

Apresenta-te aos teus vizinhos assim que mudares de casa.

Quando um familiar teu ou um amigo teu adoecer, lembra-te de que esperança e pensamento positivo são remédios poderosos.... nunca digas que "vai correr tudo bem" mas diz que estas disponível para ajudar (e esta mesmo) que vais rezar pela pessoa (e reza mesmo) que essa pessoa é maravilhosa e quer a amas muito.

Quando foi a ultima vez que disseste a alguém que amas essa pessoa? mas o fizeste a sentir cada letra com verdade? quando foi a ultima vez que disseste a alguém gosto muito de ti? ou que disseste a alguém: obrigada por existir na minha vida? obrigada por seres meu amigo? és uma pessoa maravilhosa?
Quando se vai para crescido tudo serve para não dizer isso... porque há sempre ressentimentos....ninguém é perfeito mas se tens amor por alguém se essa pessoa é de algum modo importante para ti... faz com que essa pessoa perceba e saiba isso.
Da vida só levamos o bem que fazemos aos outros nada nada nada mais.

Quando encontrares alguma coisa que queiras muito muito muito ter, não deixes que uns trocos te impeçam de a comprar... se um dia encontrares alguém que queira muito uma coisa e se tu puderes ajudar.... ajuda sem hesitar.

Sê o melhor professor e treinador dos teus filhos.
Motiva-os sempre não a serem os melhores mas a serem o melhor que puderem.
Não admitas coisas como "não consigo"... e troca as voltas a essa frase para .... vamos tentar juntos e vais conseguir.

Nunca aceites que alguém fale mal do teu filho sem que oiças os vários lados da história e se algum dia o teu filho não fizer bem... ele tem de se desculpar e não tu... e tu tens de o ensinar a fazer isso mesmo: assumir a sua responsabilidade perante a vida. Ninguém rouba porque tem uma vida difícil, ninguém se porta mal porque os pais isto ou aquilo, ninguém é fraco porque não tem amigos, ninguém faz mal porque todos fazem, ninguém faz menos mal ou mais mal que os outros... assumir a vida pelos "cornos" sem lamurias sem queixumes e levar a vida para a frente com coragem é o maior ensinamento que dás aos teus filhos.
Passado já não se muda só serve para se aprenderem lições, futuro não se sabe o que se tem agora é o presente e neste temos de assumir as nossas responsabilidade e não nos escondermos atrás dos outros.

Não sejas egoísta com as coisas... aprende sempre e cada dia mais o desapego e a maravilha que é fazer o bem aos outros. Sem olhar a quem.

Jamais aceites conselhos de alguém sobre parentalidade que não seja pai ou mãe. Jamais. 
Escolhe para médico dos teus filhos alguém que tenha filhos também.
Quando alguém te falar sobre o seu filho não faças imediatamente a lógica do "com o meu filho/filha não era nada assim" ou "com o meu filho/filha era bem pior/melhor"....  Não há nada mais rídiculo que um pai estar a comparar as doenças do seu filho com as do teu filho.... ou a idade a que o filho andou em comparação com o teu... há o meu filho andou aos 13 meses o seu ja tem 16 e ainda nao anda! e depois? essa pessoa é uma perita em desenvolvimento infantil?? há o meu filho nunca estava doente o seu esta sempre doente? há sim? é de novo um perito em medicina infantil? o seu filho ia à escola com outros meninos? andava na rua? essa pessoa está a fazer essas comparações porque?? quer provar que era melhor pai/mãe? que tu és pior pai? que é o maior perito em desenvolvimento infantil? ou vai la para casa ensinar o teu filho a andar? ou vai la para casa dormir no chão ao lado do teu filho doente para tu poderes dormir??
Todas as pessoas adoram "mandar palpites" ... não o fazem por mal fazem-no sim de sincera preocupação.... mas na grande maioria das vezes não ajudam nada e só te põe mais nervoso ... agradece e continua a tua vida.
Mas ouve sempre o que os outros te dizem, com amor e respeito.

Na via há coisas que precisam de ser mais bem feitas do que alguma vez foram. Outras precisam apenas de ser feitas. Há outras que não precisam de ser feitas. Aprende a distinguir umas das outras.

Compra sempre escadote mais altos do que julgas precisar extensões eléctricas e mangueiras mais compridas do que pensas precisar, compra sempre mais lenha do que a que pensas precisar e mais tinta também. 

Jamais confundas meros inconvenientes e coisas que dão trabalho e podem demorar a resolver com verdadeiros problemas. Inconvenientes são só coisas que te surgem na vida porque tens de aprender a ultrapassar as tuas vergonhas, as tuas limitações, tens de evoluir. Problemas são pontos de paragem, de quebra, de silencio, de oração, de evolução e involução.

Quando te pedirem que leias, rezes ou cantes em publico fá-lo com alegria e depressa.

Mostra mesmo mesmo mesmo mesmo respeito pelas pessoas cuja profissão as faz ficar com as unhas sujas.
E agradece-lhes sempre o seu trabalho. Sempre.

Quando terminares um namoro, um casamento, quando fores viajar, quando fores emigrar, quando te fores ausentar... despede-te e agradece.... e jamais (repito: jamais) ou faças de outra maneira que não seja pessoalmente ou na ultima possibilidade de não poder ser pessoalmente fá-lo sempre por escrito.
Jamais simplesmente desapareças sem te despedires, sem celebrares as coisas boas (que as há sempre) que viveste com essa pessoa.... faz mesmo questão de um abraço pessoal, de veres a pessoa chorar por ti, de chorares tu também... todos esses pontos de quebra são pontos de paragem e de avaliação e tens de ter a coragem o suficiente para ouvires os outros e para falares com os outros... não simplesmente desapareças .... sai da tua zona de conforto e sê boa pessoa para ti por ti e para os outros e pelos outros... quem te gosta, quem te ama precisa desse momento... o luto (que perdas não são nada mais nem menos que pequenas mortes) devem ser feitos com coragem, no cara a cara e não simplesmente deixar a coisa andar.
É a maior prova de maturidade que dás a alguém é essa mesmo despedires-te dessa pessoa.

Quem gere um orçamento mensal sabe que uma grande fatia do mesmo vai directamente para as compras de supermercado, nomeadamente a alimentação. Esta é uma factura incontornável, no sentido em que não é possível reduzi-la, porém, mesmo assim, permite poupar dinheiro. Considera estas dicas originais que aqui te deixo para uma poupança extra no sector da alimentação na tua casa no futuro

  1. Aproveita tudo: isto quer dizer que deves tentar utilizar tudo aquilo pelo qual pagaste no supermercado/mercado/loja. Por exemplo: usa o óleo/azeite das latas de atum para temperar uma salada de acompanhamento; aproveita a calda do feijão enlatado para adicionar ao arroz ou à sopa que estas a confeccionar com os mesmos; se vais fazer um creme de brócolos, utiliza os troncos dos mesmos; os ossos também podem ser aproveitados para adicionar sabor e nutrientes a sopas e estufados… Poupar dinheiro na alimentação também passa pela sua rentabilização máxima. 
  2. Datas de validade: só porque a data de validade de um iogurte ou dos ovos foi ontem, não significa que não os podes consumir. Pelo contrário, deves consumi-los de imediato, procurando uma forma de os incorporar na confecção de uma refeição nesse mesmo dia. Claro que embora o objectivo seja poupar dinheiro, também deves usar o bom senso antes de utilizar um alimento cujo prazo de validade já tenha passado: verte o alimento para uma taça de forma a poder observar, provar e cheirá-lo antes de o aproveitares.
  3. Legumes frescos vs. congelados vs. enlatados: não há nada como cozinhar com e consumir legumes frescos, porém, com um prazo de validade curto, não é raro acabarem no caixote do lixo, desperdiçando-se assim alimentos e dinheiro. A  melhor forma de poupar dinheiro em legumes é optar pelas suas versões congeladas e/ou enlatadas – igualmente nutritivas, duram mais tempo e são mais baratas. 
  4. Congelar, congelar, congelar: uma das melhores dicas para poupar dinheiro em alimentação passa por congelar. O congelamento é o aliado perfeito para poupar dinheiro na alimentação: congelar refeições que sobraram e congelar alimentos que tem em excesso (para não se estragarem), por exemplo. Nunca descures esta opção na cozinha – permite preservar muitos alimentos e poupar muito dinheiro.
  5. Rentabiliza os restos: deitar alimentos fora é igual a deitar dinheiro fora, por isso, sempre que sobrar comida pensa de imediato de que forma vai aproveitá-la. Podes levá-la para o almoço no dia seguinte ou então utilizar os restos de comida para preparar um prato ligeiramente diferente ou então criar uma nova receita. Sê sempre criativo, poupa muito dinheiro!
  6. A forma como se cozinha: os recursos energéticos utilizados na preparação e confecção dos alimentos também podem contribuir para poupar ou desperdiçar dinheiro na alimentação. Isto significa que deves seguir as habituais dicas de poupança no que toca à água, gás e eletricidade, ou seja, não ligues o forno até realmente precisares dele, adequa o tamanho das panelas à boca do fogão, não deixes a água da torneira a correr se tiveres de lavar muitos alimentos (enche antes o lava loiça e reutiliza a água), reúne todos os ingredientes de uma só vez, evitando abrir o frigorífico/congelador muitas vezes. A verdade é que existem várias formas de poupar dinheiro na cozinha!
  7. Provas de alimentos novos e diferentes: poupar dinheiro na alimentação também pode ser divertido, principalmente se fizeres provas de alimentos novos. As marcas brancas são, obviamente, as mais baratas, mas podes ter alguma resistência em comprá-las sem conheceres – não tenhas! Compra duas marcas brancas de um produto e leva-as para casa para fazeres uma prova, repetindo sempre que te apetecer provar algo novo e/ou reduzir a conta do supermercado. Vais surpreender-te ao descobrir que muitas vezes os alimentos mais caros nem sempre são os melhores ou os mais saborosos!


Ufa acho que hoje é tudo




Amo-te como o calor das ilha Baleares no verão a acabar



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

69 - Os cães ladram e a caravana passa

Amado filho
Os “cães ladram e a caravana passa” é um proverbio árabe muito usado ainda hoje e que simboliza ainda muito do nosso comportamento humano.
Observa a maravilha de contradição existente no meio da afirmação. O estacionário e o evolutivo. Sabe-se que seguir adiante é da constituição das caravanas (e das pessoas), tal qual ladrar é da constituição dos cães. Aliás, os cães apenas ladram para avisar a seus donos a aproximação de algo que não faz parte de seu habitat convencional, ou quando desejam fazer festa para algum conhecido. Também é da sua constituição manterem-se próximos aos locais onde vivem, como se fossem limitados por um círculo invisível. No primeiro caso, não importa que a caravana tenha boas notícias, nem remédios importantes, basta que não seja daquele local. No segundo, o latido é diferente, mas é latido. Mas se ambos agem de acordo com suas constituições o que há de excecional na expressão? Exatamente o sentido de um permanecer estacionado e do outro seguir semp…

665 - Deixa-me dizer-te algumas coisas que se calhar não vais ouvir de mais ninguém

Meu muito amado filho Estêvão

"Querido filho, deixa-me dizer-te algumas coisas que se calhar não vais ouvir de mais ninguém. 
Os teus pais fizeram sempre o melhor que souberam fazer. 
E os avós também fizeram isso com os pais. 
Ninguém é melhor do que ninguém. 
Andamos todos às apalpadelas nesta coisa a que chamam vida. 
Ser feliz é o objetivo e cada pessoa tem uma noção diferente do que é a felicidade. Respeita isso. Deixa-me dizer-te que, quando nasces, já existe um Sistema onde se tabela logo que vais passar 12 anos a estudar e mais cinco na universidade. São 17 anos da tua vida. Tenta aprofundar as matérias que mais interesse te despertem e nunca - mas nunca - escolhas um curso só porque tem mais saídas profissionais. É que depois, diz o tal Sistema, vais trabalhar mais 40 anos até à reforma e, pelo menos, tens que gostar de fazer o que fazes para não caires no consultório de um psiquiatra que te receita umas pílulas da alegria que só mascaram a dor (os anti depressivos são os cosm…

644 - Porque é que as vezes as mães choram

Meu muito amado filho Estêvão

Ontem viste-me a chorar e muito e ficaste triste e muito e perguntaste-me "porque choras mãe? tu não tens medo de nada!".

Não podias estar mais errado. Tenho medo de tudo tudo tudo. Desde que nasceste então tenho ainda mais.

Ontem não foi um dia bom mas ontem foi só a ultima gota que encheu o copo.
Ontem estacionei o carro mal, não cumpri o código da estrada e para ir a correr dar uma aula estacionei em cima do passeio. Não devia foi errado e veio o reboque e levou o meu carro. Fizeram bem, eu errei. Passado o primeiro momento em que não sabia do carro e pensei que me o tinham roubado o carro, lá o fui buscar a polica.
Atenção que eu sei que errei, ok? eu estava mesmo mal parada, nunca faço isso fiz ontem e não devia.
Enquanto esperava para ser atendida, os policias que com certeza ganham mal e tem mais trabalho do que deviam demoraram muito a atender e um senhor que lá estava antes começou a irritar-se e a falar alto e que não pagava que aquilo…